A importância do Piso Tátil para o PCD ou PNE

Você já ouviu falar sobre piso tátil? Para que e quem serve? Com certeza você já deve ter visto isto em alguns locais públicos, porém não deva reconhecer por nome.

E é sobre isto que vamos falar neste post, então continue acompanhando para entender o quanto o piso tátil é fundamental no dia a dia de muita gente que não enxerga.

Como identificar um piso tátil?

Você já deve ter percebido em alguns lugares públicos estruturas afixadas que juntas formam uma espécie de caminho destacado. E também possuem cores contrastante com o chão em formatos especifico em alto-relevo, que servem para pessoas que possuem baixa visão identificarem as cores.

Existem duas especificações principais a respeito dos pisos táteis – em placas ou em elementos por unidade – Em ambos os casos, há dois modelos que atendem diferentes situações que são:

  • Piso tátil de alerta;
  • Piso tátil direcional.

O piso tátil de alerta é formado por um conjunto de relevos tronco cônicos, possui o objetivo de informa a pessoa com deficiência visual sobre:

  • A existência de desníveis ou situações de risco;
  • Orientação do posicionamento adequado para o uso do equipamento;
  • Informar as mudanças de direção ou opções de percursos;
  • Indicar o início e o término de degraus, escadas, rampas, existências de patamares e travessias de pedestres.

Já o piso tátil direcional serve para auxilia no sentido do deslocamento das pessoas quando ha ausência ou descontinuidade de linha guia identificável.

Para que e quem serve?

Permite que as pessoas que possuem alguma deficiência visual ou baixa visão se orientarem nos mais variados espaços e assim se locomoverem sozinhas.

Essa orientação se dar por meio do contato da bengala branca com os dois modelos padrões de piso táteis existentes, conduzindo-os por determinado trajeto.

Imagine, em uma situação hipotética, um deficiente visual que precisa andar na cidade. Como ele conseguirá se deslocar sozinho, sem a ajuda de ninguém, se não existe algo que possa guiá-lo com segurança e que alerte a respeito dos obstáculos em seu trajeto.

Por exemplo, caso haja a presença de um orelhão não sinalizado, se o orelhão não estiver com o piso tátil de alerta circundado por ele, a bengala branca não a detectará e o indivíduo certamente se chocará com equipamento, ocasionando até uma lesão.

A implantação do piso tátil é obrigatório?

Desde 2004, a ABNT, apresentou a norma NBR 9050, que contem todas as especifidades dos pisos táteis em relação aos locais de sua aplicação e também aos padrões de fabricação.

Há também leis como o Estatuto da Pessoa com Deficiência que impõe o uso do piso tátil no mobiliário urbano e em locais privados de uso coletivo.

Infelizmente, no Brasil, os pisos táteis não estão amplamente instalados por todas as regiões e é muito comum flagrar situações de negligência em shopping, universidades, condomínios, estações, hospitais, cinemas e entre outros lugares que deveriam ter esta tecnologia de acessibilidade.

Em virtude disso, tornam-se locais menos inclusivas e democráticas, tirando a possibilidade das pessoas de exercerem sua cidadania.

Portanto, o piso tátil é uma solução de acessibilidade para as pessoas com deficiência visual ou baixa visão se locomoverem sozinhas, a fim de desfrutarem dos seus direitos essenciais a educação, saúde, transportes, lazer e entre outros direitos comuns a todos.

Comece a implantar hoje mesmo o piso tátil no seu espaço, entre em contato com a MS Acessibilidade pelo Whats App para saber mais.



Deixe uma resposta